Resende Costa, terra do artesanato.

Onde a arte tece nossa história


Um rancho erguido para abrigar tropeiros e viajantes na primeira metade do século XVIII deu origem ao pequeno povoado de Lage, hoje Resende Costa.
Em 1911 o povoado de Lage ganhou sua autonomia como município, recebendo o nome atual – uma homenagem aos inconfidentes (pai e filho) que ali viveram. Nesta época, a cidade experimentou maior desenvolvimento econômico, favorecida por sua localização no entroncamento de várias estradas para a zona Oeste de Minas Gerais.
Hoje a cidade vive quase somente do artesanato têxtil, confeccionando colchas, tapetes e outros artigos para casa em teares manuais. A maioria da população tece ou vende esses trabalhos, produzidos com sobras de malhas das indústrias nacionais.
Construída sobre uma rocha, a cidade oferece privilegiada vista panorâmica e goza de prestígio junto a espiritualistas. Ao lado da Matriz de Nossa Senhora da Penha, moradores e visitantes podem caminhar sobre a grande ‘laje’ e apreciar a paisagem montanhosa da região.

Ana Paula Mendonça
FONTE

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *